Experimente o Google Chrome Canary

Mais rápido e estável: teste já a nova versão do Chrome que está pela primeira vez em 64 bits


O Google Chrome Canary é uma das plataformas de testes que a Google criou para o usuário participar de forma mais ativa no desenvolvimento do navegador principal da empresa, o Google Chrome. Em sua nova versão, o browser que serve de laboratório traz algumas melhorias no visual, maior segurança na navegação e tradução para diversos idiomas.

Browser laboratório?


O título de “cobaia” dado ao Google Chrome Canary é uma brincadeira que surgiu entre os usuários do navegador. Isso se deve ao fato de que esta versão é sempre a primeira a receber as últimas novidades boladas pelo time de desenvolvedores da Google, mesmo aquelas que ainda estão fase inicial de implementação.
Dependendo da aceitação do público, as novas ferramentas são então aprimoradas (quando necessário) e colocadas no Google Chrome. Do contrário, são modificadas até ficarem ao gosto do usuário ou simplesmente descartadas.

Qualidade com a marca Google

Visualmente, não há nada que faça a distinção entre o Canary e a versão normal do navegador. Portanto, quem está acostumado a usar o Google Chrome em seu dia a dia não terá nenhum problema em se adaptar aos recursos disponíveis na versão de testes. A única indicação de que há algo diferente aparece quando o usuário acessa a informação “Sobre o Google Chrome”, na qual o nome Canary surge em destaque.
Porém, como se trata de uma versão de testes que recebe atualizações constantes, nem sempre o programa funciona da maneira esperada. Essa característica é destacada pelo próprio desenvolvedor, que não aconselha o uso do Chrome Canary como única opção para navegar na internet.

Não é o principal!

O objetivo da Google ao lançar esta versão do Google Chrome não é fazer com que os usuários o utilizem como o navegador principal, mas sim prover uma segunda instalação do aplicativo nas máquinas.

Meu Deus - #Marina Silva discursa igual a Fernando Collor

#Marina é o Collor de calcinha. É impressionante o quanto o discurso desse cara é igual ao da candidata Marina Silva que se diz não ser nem de Direita nem de Esquerda. Não faça uso do chamado "voto de revolta"! Não deu certo uma vez, e não dará!!!

Lembrem-se que nem a China que tem mais de 1 Bilhão de pessoas a mais que o Brasil e onde o trabalho é quase que escravo (países do mundo inteiro mantém industrias lá por conta do "preço da mão-de-obra" -escrava) cresceu o quanto esperava por conta da crise MUNDIAL a qual todos passamos.

O "Todo-Poderoso" EUA usou Trilhões de dólares de seu TESOURO NACIONAL para não quebrar.

E, enquanto tudo isso, o Brasil vive o chamado PLENO EMPREGO!!! Nunca antes o Brasil esteve com tanta gente empregada, e diga-se de passagem, com o MUNDO em crise!!!

Assista o vídeo e comente se não é a mesma conversa fiada. No discurso fica lindo, mas na prática sabemos o que acontece:


Administradores.com - 8 dicas para vender um novo produto ou reinventar um velho

Administradores.com - 8 dicas para vender um novo produto ou reinventar um velho

Conhecer o mercado, entender os clientes e aprender com os erros são algumas das recomendações de especialista em marketing e vendas



Para as empresas que trabalham com produtos ou serviços, sejam eles tangíveis ou intangíveis, ser o melhor não é suficiente, também é preciso saber vender. Por isso, é importante definir uma estratégia de vendas, que inclui os canais de venda, a pessoa ou equipe responsável e os atributos do produto que se deseja destacar.
Na sequência, Ángeles Batlle, gerente de marketing da AvalChile, organização que ajuda as Pequenas e Médias Empresas do Chile na obtenção de financiamentos, deu algumas dicas para otimizar esse processo.
Torne o produto ou serviço conhecido
Não adianta ter um bom produto ou serviço se ninguém conhece. Os produtos não se vendem sozinhos, alguém precisa vendê-los, e para isso é importante ser convincente, usar argumentos pertinentes para o que está sendo vendido e ser transparente em todos os momentos. A chave para isso é ter uma ou mais reuniões com a equipe de vendas, para posicionar e definir quais são as características do produto e o que será destacado para o cliente. Os atributos escolhidos devem deixar claro porque o produto é útil para o cliente, que necessidades ele atende e porque é o melhor da concorrência.
Conheça a indústria
Algumas empresas correm para vender um produto sem conhecer sua indústria, ou seja, a oferta e a demanda, a concorrência, os parceiros e até mesmo recursos-chave. Esta é uma das principais causas do fracasso de novos produtos e é sintomático de um modelo de negócio mal estruturado.
Para evitar essa situação, deve-se primeiro estudar a indústria em que o produto será introduzido. Isso deve ser feito necessariamente antes de definir a estratégia de vendas e ações táticas subsequentes.
Acerte os clientes
É importante assegurar que a oferta é dirigida para as pessoas certas, ou seja, aqueles que precisam de seu produto ou serviço. Estudos de mercado, incluindo pesquisas, grupos de foco e/ou entrevista pessoal, são de grande ajuda porque permitem compreender melhor os potenciais clientes, saber onde e como encontrá-los e como obter a sua atenção. Também ajudam a saber como eles fazem decisões de compra, quais as características que mais valorizam em um produto, como preço, qualidade e embalagem, entre outras coisas que são muito importantes na concepção e venda do produto.
Aceite falhas
Antes do sucesso vêm alguns fracassos, e é importante levá-los como parte de um processo de aprendizagem que permitirá receber feedback dos clientes e melhorar o produto ou serviço.
Tenha clareza nos canais de vendas
Se você não tem um canal de distribuição estabelecido, deve criar um. Vários mecanismos podem ser úteis: aproveitar intermediários que fazem parte do canal escolhido; encontrar vendedores que têm uma base de clientes de produtos semelhantes ou complementares aos que você irá comercializar; contratar vendedores que passem a oferecer seus produtos para os consumidores ou outros corretores de negócios. E, claro, você tem que migrar para a internet, tanto em seu site e quanto em outros onde você possa promover o produto.
Use tecnologias
Tudo isso acrescenta-se. Estude a melhor maneira de utilizar as novas ferramentas tecnológicas e as mídias sociais para promover os produtos e informar sobre os seus benefícios, mas também tenha cuidado para não perseguir ou cansar o cliente. As redes sociais são um canal de mão dupla, onde a empresa não só fala com o cliente, o cliente também pode se comunicar com a empresa por essa via, por isso é muito importante ser receptivo, ouvir e se encarregar do que se é dito sobre a empresa na internet.
Seja honesto
Não deve-se mentir ou esconder informação do cliente. É fundamental destacar os atributos do produto de forma explicativa e didática, isso será o suficiente para chamar a atenção do público e aumentar as expectativas do que está sendo oferecido.
Melhore o produto
Se depois de todas as tentativas você não conseguir melhorar as vendas, será tempo para a reflexão. Estude novamente as características de seu produto e como o público reage diante dele. Tudo isso para lançar versões melhoradas.
Matéria publicada originalmente na AmericaEconomia e cedida gentilmente ao Administradores.com.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...