O que é esse QRCODE pelo amor de Deus?

qrcode, código qr, rafinha morawski
QRcode ou Código QR (sigla do inglês Quick Response) é um código de barras bidimensional que pode ser facilmente escaneado usando a maioria dos telefones celulares equipados com câmera. Quando você escaneia um Qrcode, é possível encontrar ali um link para um site, ou um texto, um endereço, um telefone de contato, um endereço de email, talvez a senha de um wifi, em fim, muitas possibilidades para relacionar-se com seu público.

O que me chateia mesmo, são as muitas pessoas e empresas utilizando o código solto em materiais promocionais. Simplesmente colocam um qrcode no meio de um folder e não se tem ideia do que é ou se interessa a você ler aquilo. Eu nunca parei para ler um código perdido em um material de comunicação. Se eu fosse utilizar esta ferramenta para divulgação, pelo menos eu informaria as pessoas o conteúdo que estou oferecendo. Pois a vantagem do código é que ele facilita algo, mas não quer dizer que ele deva ser um segredo a ser adivinhado. Se no código estiver contido um link, que que custa me informar antes, para que eu utilize "caso" precise ou queira? Custa nada! Bora usar correto o qrcode? Isso entra no quesito escaneabilidade.

A propósito, se tentar ler o qrcode que usei neste post vai ser redirecionado para o meu currículo, fique a vontade se quiser baixar.

Quer fazer um qrcode para sua empresa? Facíl, existem muitos sites que oferecer este serviço, clique aqui e veja um deles. 


Convites de emprego no Linkedin

"Como receber convites de emprego no Linkedin mesmo sem estar buscando"

Eu já recebi convites de recrutadores e fiquei me perguntando como foi que me encontraram. Descobri que não tinha sido por indicação ou por acaso. 
O que eu escrevi no meu perfil me permitiu ser encontrado. 

Linkedin é uma poderosa ferramenta de busca e profissionais. 

Como desenvolver um funil de vendas?

funil de vendas?

O que é funil de vendas?

O funil de vendas (ou pipeline) é um processo que consiste em conduzir ou acompanhar o seu cliente a partir do momento em que ele toma conhecimento de uma solução vendida pela sua empresa até o fechamento do negócio. 
É um modelo estratégico que mostra cada etapa seguida pelo consumidor até fechar a compra.
No funil é ilustrado cada parte da venda, desde o primeiro contato com a sua empresa à pesquisa feita pelo consumidor sobre o item e o mercado que o comercializa, até chegarmos na ação da própria compra.
Existem camadas no funil de vendas. Ele não é um processo homogêneo, mas ocorre por várias etapas.
O funil é dividido em 3 partes, que são:  

Topo do funil

O topo é a parte mais larga do funil, conhecido também como a parte da consciência.
Aqui a pessoa não está ciente sobre uma determinada necessidade ou problema que ela tenha.
Em outras palavras, ela não busca nenhum produto ou serviço e desconhece qualquer demanda. Por isso, ela não é considerado um cliente real (ainda).
A ideia é tornar o visitante em um comprador real.
Logo o importante nessa fase é aumentar o tráfego para atrair futuros clientes, isto é, gerar mais leads.
Para isso, é importante fazer com que o visitante descubra uma necessidade e tenha interesse na sua empresa para avançar para o meio do funil.

Meio do funil

A segunda camada do funil é onde o futuro cliente já descobriu que tem alguma demanda ou problema e busca sua solução.
É o estágio em que ele tem a intenção de comprar um produto ou serviço, mas ainda está em dúvida se deve ou não contratá-lo.
Nesse momento, o futuro consumidor pesquisa mais profundamente sobre a solução que as empresas oferecem e decidem se vão adquirir ou não o item vendido.
Quando ele se decide ele avança para o fundo do funil.

Fundo do funil

Na última parte do funil é que a lead qualificada avalia seu produto ou serviço.
Ela faz comparações com outras empresas e escolhe qual a melhor alternativa.
Em seguida,  ela finaliza todo o processo, realizando a compra.
Ao entender as ideias do funil fica bem claro entender como ele é benéfico para sua organização.

Fonte Rock Content

O que é Power Editor? Facebook

Power Editor é uma ferramenta de publicidade do Facebook desenvolvida para anunciantes de grande porte que desejam criar, editar e publicar vários anúncios de uma só vez e controlar as campanhas de forma precisa.

Onde posso encontrar o Power Editor?
No navegador do computador, acesse www.facebook.com/ads/manage/powereditor.


Quais navegadores são compatíveis com o Power Editor?
  • Chrome (36 e superior)
  • Firefox
  • Internet Explorer (11 e superior)
  • Edge

Senha descartável no Facebook aumenta segurança

Você precisa entrar no seu Facebook de um computador público ou de um local que não é confiável? Se não está seguro de digitar sua senha em aparelho compartilhado por várias pessoas, saiba que o Facebook permite que você selecione uma senha temporária

 Basta mandar um SMS escrito "OTP" para 32665. Em seguida você recebe uma senha de 8 caracteres, que vai funcionar por apenas 20 minutos e não poderá ser usada novamente. É preciso habilitar a função antes, fazendo esse mesmo procedimento.

E quando o reflexo não te obedece?

rafinha morawski, porto alegre, marketing, digital

rafinha morawski, porto alegre, marketing, digital

Lifetime Value do cliente para o seu negócio


O quanto sua empresa está aproveitando seus atuais clientes? Qual o valor médio que um cliente gasta com seus produtos/serviços, durante todo o seu relacionamento com ele?
É muito comum ver um comportamento de predição nos empreendedores, menos comum, no entanto, é que eles saibam de cor seus números e métricas. Conversando com muitos empreendedores descobrimos que grande parte desses não tem controle constante desses números, ou pior, não sabem como controlá-los.

O QUE É O LIFETIME VALUE?


O Lifetime Value é uma métrica essencial para o planejamento estratégico das startup, que determina qual o valor de um cliente para uma startup. Isso significa que você conseguirá entender quanto um cliente gasta com seus produtos/serviços durante todo o seu relacionamento com ele.
Para calcular o lifetime value, você vai precisar de alguns outros dados de sua empresa na ponta da língua. Caso sua startup seja recém criada, pode ser que você não tenha todos os dados suficientes para calcular ainda, mas você pode estimar e ir ajustando o número de acordo com o tempo.
Lembre-se que o lifetime value não é um valor fixo, muito pelo contrário, ele vai se modificando juntamente com a mudança de suas estratégias, produto e vendas. Por isso, procure sempre refazê-lo para garantir maior assertividade de resultados.

COMO CALCULAR O LIFETIME VALUE


Você deve multiplicar o valor médio de suas vendas pela repetição média de vendas anuais. Multiplique esse número pela duração em anos (em média) de duração do relacionamento.
A conta ficaria algo mais ou menos assim:
Valor do seu ticket médio x número de vendas (em média) por cliente em um ano x anos (em média) de duração de um relacionamento.
Quer alguns exemplos?
Uma startup que vende aplicativos para smartphones. Cada download de aplicativo custa R$1.00, e depois da compra, o cliente não precisa mais interagir com a empresa.
1 x 1 x 1 = 1
Por outro lado, uma empresa que vende um serviço por assinatura, com o valor mensal médio de R$150, cujo relacionamento dura, em média 3 anos.150x 12 x 3 = 5.400
Ou seja, enquanto a primeira empresa recebe R$1 em toda a vida útil do cliente, a segunda recebe R$5.400, e isso faz uma enorme diferença no planejamento de marketing, vendas e no modelo de geração e acompanhamento de leads.
A primeira empresa claramente não vai ter um profissional que mantém contato constante com seus clientes, pois o valor individual de cada cliente não é suficiente para a manutenção de um profissional nessa área, por outro lado a sua grande missão é achar maneiras que convertam rapidamente, sem a necessidade de consultas ou demonstrações ao vivo. A segunda empresa, no entanto, tem uma prioridade clara em manutenção e acompanhamento de clientes, e para isso ela tem que investir em maneiras em que o relacionamento com cada cliente seja mais duradoura. Com a compreensão do lifetime value as empresas podem estruturar melhor sua estratégia e custo com o processo de vendas e marketing.
Fonte: https://goace.vc
Quer um exemplo?
Imagine uma empresa que vende um SaaS (Software as a Service), onde o cliente consegue cancelar o serviço quando quiser. Nesta empresa, baseado nas observações qualitativas, percebe-se que boa parte das pessoas não renovam para o segundo mês. Algumas renovam por 3 meses, outras por 12 meses, mas a média mesmo, fica na casa dos 6 meses.
Vamos calcular o LTV para este caso? Se o LT é de 6 meses e visto que todos os planos são de R$ 300,00 mensais, logo:
LTV = 6 (meses) x 300 (reais) = R$ 1.800
Parece simples, não é? Mas, e quando os planos têm preços diferentes ou o “achismo” não é tão apurado? Ou ainda quando tem clientes cancelando em 40 meses, outros em 22 meses, outros em 5 meses, outros reativando e por aí vai? Fica muito difícil apenas com nosso cérebro humano ter uma ideia precisa desse número e usá-lo ao nosso favor. É aí que você vai precisar arregaçar as mangas e utilizar o melhor amigo do homem. É ele: o Excel!

Ibsen Pinheiro "Quando uma democracia não funciona"!

Ibsen Pinheiro PMDB porto alegre
Ibsen Pinheiro PMDB 
Na última semana, em discurso no Plenário da Assembleia Legislativa, o deputado Ibsen Pinheiro (PMDB) abordou a redução da relevância do Poder Legislativo no Brasil. 

Em seu pronunciamento, projetou a gravidade do momento, classificando como um dano para além da instituição: um dano para o regime democrático. "É no Legislativo que está o espaço para avanços nos planos institucional, político e social. Por isso é considerado uma instituição perigosa, especialmente para quem tem privilégios”, observou. 

Sobre o processo de intimidação que sofre a atividade legislativa, Ibsen reconheceu os defeitos da instituição, mas enalteceu o valor do Parlamento. "Esta cobertura hostil que sofre o Legislativo e o esvaziamento daí decorrente não pode ser pelos vícios que aqui se praticam e que são tolerados em outros casos. Então só pode ser pela virtude, e a virtude, unicamente desta Casa, é a de fazer a lei. E as mudanças só podem ser produzidas no Legislativo e pela lei. A outra forma de mudança é a violência, a revolução, o golpe”, pontuou. 

Ao final, o deputado, que também é presidente do PMDB gaúcho, disse que o mau funcionamento das instituições lhe causa inquietação e conclamou aos demais parlamentares para a necessidade de discussão sobre assuntos desta natureza. “Quando uma democracia não funciona, todos sabemos o que vem pela frente”, alertou. Segundo Ibsen, se a política não conduzir essas mudanças, o próprio Legislativo será a primeira vítima.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...