Rede social para escritores. Terror das editoras?

A Bookess é uma rede social para aqueles que sonham em ser escritores. É um ótimo exemplo de como a web pode ser democrática – sem custo algum, em poucas semanas, você pode já ter criado uma legião de leitores fiéis às suas obras (e ganhado dinheiro com isso).
Tudo funciona de forma bem simples.
Ao criar uma conta, surge a possibilidade de publicar um livro. À medida em que esse livro for visualizado e bem avaliado, o autor recebe pontos, que se convertem em popularidade. Há a opção de liberar o acesso ou cobrar por obra.
Para aqueles que desejam apenas ler, há diversas categorias, de teses a livros ilustrados. Num esquema semelhante ao Twitter, há a opção de seguir e ser seguido.
Opinião
É muito bom ver o desenvolvimento de redes criativas e práticas como a Bookess. Ela é um exemplo da tendência de segmentação em mídia social. A mídia social de nicho vai, aos poucos, ganhando o espaço da mídia social de “massa”.
Uma situação simples. Hoje, ao procurar por interação com interessados em literatura, a Bookess é tão ou mais efetiva que uma comunidade do Orkut voltada ao assunto. Isso não implica em substituição de mídia de massa por mídia segmentada (há espaço para todos). Aos poucos, impacta no tráfego e também na formatação de redes como Facebook e Orkut.
No mundo offline, por assim dizer, editoras e livrarias não precisam se descabelar. Basta ter uma estratégia efetiva de adaptação a redes como essas. Nessa hora, entra uma máxima um pouco controversa: “Se não pode vencê-los, una-se a eles”. No caso das redes sociais, “compartilhe com eles”.

FONTE: http://www.edialog.com.br
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...